Pentágono confirma morte de francês especialista em bombas da Al Qaeda

  • Por Agencia EFE
  • 22/09/2015 21h38

Washington, 22 set (EFE).- O governo dos Estados Unidos confirmou nesta terça-feira que o francês David Drugeon, especialista em explosivos da rede terrorista Al Qaeda, morreu no último mês de julho durante um ataque aéreo na Síria.

O porta-voz do Pentágono, Peter Cook, indicou em entrevista coletiva que Drugeon morreu em um bombardeio da coalizão internacional liderada pelos EUA contra o Estado Islâmico (EI) em 5 de julho perto da cidade síria de Aleppo.

Drugeon foi vinculado com o grupo Khorasan, uma organização relacionada com a Al Qaeda que, segundo os Estados Unidos, opera clandestinamente perto de Aleppo (Síria) para preparar atentados contra alvos ocidentais.

No final de julho, o Pentágono anunciou a morte em um bombardeio de Muhsin al Fadhli, um dos líderes do grupo Khorasan e um dos terroristas mais procurados pelos Estados Unidos. EFE