Luisa Mell diz que nunca viu “coisa tão assustadora”; dona do canil responderá em liberdade

  • Por Jovem Pan
  • 30/09/2017 17h31
Reprodução/ InstagramLuisa Mell resgatou 135 cães de canil em Osasco na sexta-feira (29)

Há anos resgatando animais que sofrem maus-tratos com sua ONG, Luisa Mell nunca viu algo “tão assustador” quanto a situação do canil em Osasco, do qual salvou 135 cães na sexta-feira (29). Em entrevista à Jovem Pan, a ativista falou sobre a situação em que encontrou os animais e informou que a dona do local responderá às acusações em liberdade devido a sua idade avançada.

“Nunca vi uma coisa tão assustadora. [Encontramos animais] com nós de 40 centímetros nos pelos, cheios de fezes e urinas de anos, sem o menor cuidado. Vimos neles um estresse constante pelo local”, contou.

“A dona [do canil] foi detida em flagrante e conduzida até a delegacia, mas foi solta e vai responder aos processos em liberdade”, informou.

O resgate organizado pelo Instituto Luisa Mell junto com a Polícia Civil e o Centro de Controle de Zoonoses e Vigilância Sanitária aconteceu depois que a ONG recebeu vídeos em que a senhora dona do local aparecia espancando os animais com um pedaço de pau. A realidade, como lembrou a ativista, era muito pior.

“Além das agressões, encontramos vários animais mortos em sacos de lixo e a maioria [dos resgatados] está muito doente”, disse ao afirmar que eles receberão tratamento no Instituto Luisa Mell até poderem ser adotados.

Dos 135 cães resgatados, muitas fêmeas estão esperando filhotes e, outros, podem não sobreviver devido à condição em que foram encontrados. “Estamos trabalhando de todas as maneiras para conseguir salvar a maior parte deles, mas infelizmente a gente já conta que alguns podem não sobreviver porque pegamos alguns que nem se mexiam, estavam entregues”, falou.

A ativista ainda reforçou que essa é a realidade próxima de muitas matrizes que criam animais de raça para venda. “As matrizes são financiadas por pessoas que não têm ideia de que estão pagando por isso [quando compram os animais]. A criação de animais na maioria dos casos é muito cruel. Precisamos conscientizar as pessoas”, afirmou.

Confira a entrevista na íntegra com Luisa Mell para a repórter Marcella Lourenzetto: