“Mulher-Maravilha 2” será o 1º filme a adotar normas anti-assédio sexual

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2018 17h10
ReproduçãoNormas da Associação de Produtores da América pretendem evitar casos no ambiente de trabalho

A sequência de “Mulher-Maravilha” será o primeiro filme a adotar as novas normas contra assédio sexual criadas pela Associação de Produtores da América (PGA). A informação foi anunciada neste domingo (21) durante a premiação da PGA.

“As normas anti-assédio sexual da PGA são sancionadas como melhores formas de comportamento para nossos membros. A PGA está ao lado do ‘Time’s Up’ como uma fonte para criar protocolos. Vamos continuar trabalhando com eles e outras organizações até que o assédio sexual seja eliminado do ambiente de trabalho do entretenimento”, informou o comunicado segundo o Comic Book.

As normas criadas pela PGA pretendem identificar ambientes hostis de trabalho para mulheres e casos de assédio e abuso sexual nos estúdios de filmagens. Com a nova política, elenco e equipe de produções devem passar por treinamentos e instruções sobre assédio, abuso e como impedir e denunciá-los.

Esse não é o primeiro posicionamento de “Mulher-Maravilha 2” contra o assédio. O filme da DC removeu Brett Rattner da produção da sequência depois que ele foi acusado de assédio sexual por 6 mulheres. “Mulher-Maravilha 2” tem estreia prevista para novembro de 2019.