Cássio brilha, Corinthians vence Palmeiras e se mantém vivo no Paulistão

Após a pausa causada pela pandemia, jogadores fazem duelo melhor que o esperado em Itaquera

  • Por Jovem Pan
  • 22/07/2020 23h51 - Atualizado em 23/07/2020 00h14
Rodrigo Coca/Agência CorinthiansGil e Everaldo comemoram o gol do Timão em Itaquera

O cenário não era dos mais animadores. Com os números da pandemia da covid-19 ainda crescentes em todo o estado, Corinthians e Palmeiras protagonizaram o duelo mais esperado da rodada de retorno do Campeonato Paulista, em Itaquera, e surpreenderam pela disposição física e técnica apresentados em campo.

Em meio aos protocolos de saúde implantados pela Federação Paulista de Futebol (FPF) na Arena Corinthians, o time da casa foi melhor no primeiro tempo, e se fechou na segunda etapa, quando a qualidade técnica do Verdão de Vanderley Luxemburgo sobressaiu. A vitória por 1 a 0 foi fundamental para o time, que luta por uma pequena, mas existente chance de se classificar para as quartas de final do torneio.

O JOGO

A partida começou aberta em Itaquera. Luxemburgo optou por Zé Rafael ao invés de Lucas Lima, e Tiago Nunes escalou o jovem Carlos, que no início da temporada era apontado como um dos que deixaria o elenco do Timão, para começar a partida.

Nos primeiros minutos, finalizações para os dois lados davam indícios que nenhuma das equipes estava disposta apenas a se defender. Aos cinco minutos, Willian, um dos nomes do jogo, já tinha finalizado na trave. Na resposta do lance, Luan acionou Boselli, que deixou para Everaldo. O alvinegro parou nas mãos do goleiro Weverton.

O placar foi inaugurado aos 14 minutos. Em um escanteio cobrado por Fagner, Gil subiu completamente livre de marcação para finalizar. Zé Rafael, que acompanhava a jogada, não conseguiu marcar. Weverton foi enganado por um leve quique da bola, e falhou. Timão na frente.

Depois do gol, ambos articulavam bem as jogadas e aproveitavam os espaços, mas nenhuma chance clara era criada. Corinthians se adiantava, e explorava as pontas com Ramiro e Everaldo. Os minutos finais da primeira etapa foram tempo suficiente para uma boa jogada de cada lado. Aos 43, Zé Rafael puxou um promissor contra-ataque, mas Carlos chegou bem na cobertura. Aos 47, Everaldo finalizou para devesa de Weverton.

PALMEIRAS CRESCE, CÁSSIO SALVA O CORINTHIANS

A segunda etapa foi do Palmeiras – e de Cássio. Luxemburgo trocou Zé Rafael por Lucas Lima. Nos primeiros dez minutos, ele foi o responsável pelas duas primeiras chegadas do Verdão. Na casa dos 25 minutos, o goleiro fez verdadeiros milagres – três defesas difíceis consecutivas que salvaram o Timão de levar o empate.

Na medida que o Palmeiras crescia e ocupava os espaços, o Corinthians recuava, para os gritos de Tiago Nunes à beira do gramado. O treinador mexeu as peças que podia, e no fim da segunda etapa até conseguiu dar maior mobilidade para o time. Ederson se apresentou bem no lugar de Camacho, e preencheu os espaços existentes no meio de campo.

No fim da partida, os quatro meses sem jogos oficiais pesaram, e os jogadores sentiram o lado físico. Nem mesmo os oito minutos dados pelo juiz em virtude do grande número de substituições e do drone que sobrevoou o campo no segundo tempo, e paralisou o jogo, foram suficientes para mover novamente o placar.

O Palmeiras é o segundo colocado do grupo B e na classificação geral, com 19 pontos, um atrás do Santo André, que empatou com o Santos em 1 a 1 também nesta quarta-feira. A última rodada é contra o Água Santa, em Diadema.

Já o Corinthians terá que torcer contra o Guarani, que enfrenta o lanterna Botafogo, para manter vivas as chances de classificação. Com a vitória, o time chegou aos 14 pontos, na 9ª colocação, e conseguiu, ao menos, afastar o fantasma do rebaixamento.

ACIDENTE

O zagueiro Matías Viña, que se chocou com Patrick de Paula em uma disputa de bola aérea ainda no primeiro tempo, precisou de sete pontos para estancar o sangramento, segundo informou o Globoesporte.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 x 0 PALMEIRAS

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Carlos Augusto; Gabriel, Camacho (Éderson) e Luan (Mateus Vital); Ramiro (Sidcley), Everaldo (Janderson) e Boselli. Técnico: Tiago Nunes.

PALMEIRAS – Weverton; Mayke (Gabriel Menino), Felipe Melo, Vitor Hugo e Matías Viña (Diogo Barbosa); Bruno Henrique, Patrick de Paula, Zé Rafael (Lucas Lima); Willian (Raphael Veiga), Rony (Wesley) e Luiz Adriano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOL – Gil, aos 14 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Mayke, Patrick de Paula.

ÁRBITRO – Raphael Claus.

RENDA E PÚBLICO – Jogos sem torcida.

LOCAL – Arena Corinthians, em São Paulo (SP)