Cássio revela que será capitão e reclama de críticas contra Corinthians

  • Por Jovem Pan
  • 19/04/2019 13h48
Rodrigo Gazzanel / Agência CorinthiansCássio poderá erguer a taça do Corinthians
O goleiro Cássio será o capitão do Corinthians na final do Campeonato Paulista, contra o São Paulo, neste domingo (21), em Itaquera. Ele mesmo revelou essa informação em entrevista coletiva, na qual também defendeu o Timão de críticas.

“Fábio Carille me disse que serei o capitão. Mas o foco total é fazer um grande jogo. Tentaremos nos impor em casa. Questão de ser capitão, qualquer um que vinha sendo capitão ou não, merecia e é importante. Vai ser um momento muito feliz erguer a taça”, afirmou Cássio.

Usar a braçadeira em momentos decisivos não é nem de longe uma novidade para o goleiro, que foi capitão do time nas conquistas do Estadual em 2017 e 2018 e do Campeonato Brasileiro de 2017, além do vice-campeonato da Copa do Brasil do ano passado. Ele buscará seu nono título pelo Corinthians.

Acompanhado da esposa e da filha de um ano e meio na coletiva, o goleiro saiu em defesa do time, muito criticado ultimamente pelo desempenho ruim e pelos resultados negativos em sequências nos últimos jogos – o time de Carille não vence e não marca gols há quatro partidas.

“Não é possível que a gente chegue na final e não tenha nossos méritos. As críticas são um pouco exageradas, chegamos na final, vamos jogar em casa”, avaliou o arqueiro, que garantiu que não faltará empenho na finalíssima. “Pode faltar técnica, mas empenho e dedicação nunca falta, é uma marca do Corinthians”.

Danilo Avellar também falou na coletiva. O lateral comemorou o seu crescimento nessa temporada e revelou seus dois objetivos a curto prazo no Corinthians: conquistar o título e ser comprado pelo clube – ele pertence ao Torino, da Itália, e tem contrato de empréstimo com o clube paulista até o fim de julho.

“Mérito não só para mim, mas para companheiros e estafe. Muito feliz, se isso acontecer, de ter o primeiro título e a confirmação da compra, serão dois objetivos que tracei. Vir para o Corinthians e permanecer no Corinthians”, declarou.

Com Estadão Conteúdo