Leila Pereira diz que Palmeiras não fará loucuras para encontrar centroavante

Presidente do Verdão falou sobre a busca por um camisa 9 para a disputa do Mundial de Clubes

  • Por Jovem Pan
  • 06/01/2022 11h39 - Atualizado em 06/01/2022 11h46
Reprodução/Palmeiras Leila Pereira falando com jogadores do Palmeiras antes do início da temporada 2022 Leila Pereira falando com jogadores do Palmeiras antes do início da temporada 2022

Leila Pereira, presidente do Palmeiras, admitiu que a diretoria segue em busca de um centroavante para reforçar o time na temporada 2022. Em entrevista coletiva, no entanto, a mandatária pregou “responsabilidade financeira”, ressaltando que o clube não fará loucuras para encontrar um camisa 9. “Estamos sempre em busca de bons profissionais, os melhores, mas tratamos o assunto com responsabilidade financeira. E os valores são inviáveis para a realidade brasileira. Não vou sacrificar o Palmeiras para pagar um valor incompatível com a realidade brasileira. Quando digo isso não é que não vou investir, vou investir, sempre”, afirmou a também patrocinadora, em entrevista coletiva.

Leila não deu nomes, mas diretoria palmeirense já tentou trazer o jovem Yuri Alberto, do Internacional, mas esbarrou nos valores. Com o argentino Valentín Castellanos, que se destacou no New York City, a situação é parecida – os americanos fazem jogo duro e pedem uma quantia significativa pelo atleta, que pretende jogar no futebol europeu. “Não acredito no bom e barato, vocês lembram desta frase e o que aconteceu no passado? Não acredito, futebol é investimento alto. Temos de ser os mais assertivos possíveis. E vou tentar isso de forma correta e responsável”, completou a presidente, fazendo referência à antiga política do clube de buscar atletas com baixo custo no começo do século.

Sem Luiz Adriano, que irá deixar a equipe do Palmeiras, o técnico Abel Ferreira, por enquanto, conta com apenas Deyverson e Rafael Navarro, reforço recém-contratado do Botafogo, para a posição. A ideia da cúpula alviverde é contratar mais um jogador para o setor antes da disputa do Mundial de Clubes, marcado para acontecer no início de fevereiro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. Ontem, vale lembrar, o diretor Anderson Barros afirmou que o clube chegou a um acordo com o volante Jailson, ex-Grêmio, para melhorar o poder de marcação no meio-campo.