Três brasileiros concorrem ao prêmio de melhor jogador de futsal do mundo; veja lista

Entre as mulheres o país domina com seis indicações e é favorito a vencer nas duas categorias

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2022 20h00 - Atualizado em 10/01/2022 20h00
Thais Magalhães / CBF Brasil x Argentina Ferrão, Pito e Rodrigo são os representantes da seleção brasileira na categoria masculina

Os pivôs Ferrão e Pito e o fixo Rodrigo, da seleção brasileira, foram indicados a melhor jogador do mundo de futsal em 2021 no tradicional prêmio concedido pelo portal italiano “Futsal Planet”. Ferrão busca a terceira conquista consecutiva nessa categoria, já que foi eleito nas edições de 2019 e 2020. Jogador do Barcelona, assim como Pito, ele fez parte do elenco do Brasil que terminou em terceiro lugar na Copa do Mundo. Ferrão foi o chuteira de ouro do torneio. Contratado pelo Barça em 2021, Pito teve uma primeira temporada meteórica pelo clube, sendo eleito em julho o melhor jogador da Liga Nacional da Espanha, além de melhor pivô. Já Rodrigo, que esteve com os dois compatriotas na Copa disputada na Lituânia e vencida por Portugal, foi vice-campeão da Liga Futsal pelo Magnus. Além dos três, há outro brasileiro entre os indicados, mas que representa a Itália: Alex Merlim, do Sporting. O clube português, por sinal, emplacou outros dois jogadores na disputa pelo prêmio, Pany Varela e Erick Mendonça. O argentino Cristian Borruto (Pesaro C5), o espanhol Esteban Guerrero (Levante/KPRF Moscou), o iraniano Ali Asghar Hassanzadeh (Giti Pasand Isfahan FSC) e o sérvio Jovan Lazarevic (FC Mostar SG Staklorad) são os outros indicados a melhor do mundo.

Na categoria feminina o Brasil domina com seis indicações: Amandinha, do Leoas da Serra, já venceu sete vezes a categoria (2014, 2015, 2016, 2017, 2018, 2019 e 2020), ela concorre ao lado de Emily, do CD Burela da Espanha, Luana Moura, do Taboão da Serra, Renatinha, do Italcave Real Statte da Itália, Taty, do Cittá di Falconara da Itália e Vanin Miuda, do Tikitaka Planet Francavilla da Itália. Ao lado das brasileiras também estão a portuguesa Janice Silva, do Cittá di Falconara, a iraniana Malmoli, do Palayesh Naft Abadan do Irã, a russa Nikitina, do FC Aurora Saint Petersburg da Rússia, e a espanhola Peque do CD Burela da Espanha.

*Com informações da EFE