Mesmo “de folga”, Bia Haddad sobe 3 posições no ranking da WTA

  • Por EFE
  • 24/07/2017 11h29
Bia Haddad é a melhor tenista sul-americana no ranking da WTA

Bia Haddad, embora não tenha disputado torneios na semana passada, subiu três posições no ranking mundial da WTA, alcançando a 78ª colocação, melhor registro da carreira, em atualização que tem a tcheca Karolina Pliskova se mantendo na liderança.

Após alcançar a segunda rodada de Wimbledon, com vitória sobre a britânica Laura Robson, jogo que antecedeu a derrota para a romena Simona Halep, a número 1 do Brasil já havia alcançando a mais alta colocação em sua trajetória, de quebra, se tornando a melhor da América do Sul, na atualidade.

Nesta semana, Haddad ascendeu graças às quedas das japonesas Risa Ozaki e Misaki Doi, e também da polonesa Magda Linette.

No Top-10, a única mudança foi a queda da britânica Johanna Konta, que não entrou em quadra nesta semana, mas acabou sofrendo com descarte de pontos do ano passado, sendo ultrapassada pela espanhola Garbiñe Muguruza, a ucraniana Elina Svitolina e a dinamarquesa Caroline Wozniacki.

Karolina Pliskova, mais uma que não jogou nos últimos sete dias, segue na ponta com 6.855 pontos, seguida por Halep, que manteve os mesmos 6.670 da semana passada, e pela alemã Angelique Kerber, que aparece com 5.975.

As dez primeiras colocadas e as melhores brasileiras do ranking da WTA são as seguintes:

1. Karolina Pliskova (RTC) – 6.855 pontos
2. Simona Halep (ROM) – 6.670
3. Angelique Kerber (ALE) – 5.975
4. Garbiñe Muguruza (ESP) – 4.990
5. Elina Svitolina (UCR) – 4.935
6. Caroline Wozniacki (DIN) – 4.780
7. Johanna Konta (GBR) – 4.750
8. Svetlana Kuznetsova (RUS) – 4.500
9. Venus Williams (EUA) – 4.157
10. Agnieszka Radwanska (POL) – 3.985

78. Bia Haddad (BRA) – 739
308. Paula Gonçalves (BRA) – 147
322. Teliana Pereira (BRA) – 129
380. Laura Pigossi (BRA) – 99