Verstappen supera Hamilton e vence na Malásia; Vettel sai de último e fica em 4º

  • Por Estadão Conteúdo
  • 01/10/2017 11h12
Lewis Hamilton (esq.) conversa com Max Verstappen, vencedor do Grande Prêmio da Malásia de Fórmula 1

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, comemorou 20 anos no sábado e neste domingo não poderia ter presente melhor de aniversário. Ele superou o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, e venceu o GP da Malásia de Fórmula 1. O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, também fez uma grande corrida ao largar da última colocação e terminar em quarto.

Hamilton terminou em segundo lugar, seguido pelo australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, que fechou o pódio. O finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, iria largar em segundo lugar no grid, mas seu carro apresentou problemas no motor e ele sequer conseguiu colocar no carro na pista.

Com o resultado em Sepang, o inglês da Mercedes ampliou de 28 para 34 pontos a vantagem em relação a Vettel na ponta do Mundial de Pilotos. A distância, no entanto, não foi das piores devido ao cenário apresentado após o treino classificatório de sábado.

Hamilton largou na pole, mas na entrevista coletiva de sábado ele avisou que os carros da Red Bull o preocupavam devido ao ótimo ritmo nas longas retas do circuito. E não deu outra. O inglês conseguiu se manter na ponta durante três voltas.

Verstappen começou a pressioná-lo e conseguiu a ultrapassem na abertura da quarta volta. Enquanto isso, Vettel voava no pelotão de trás, já ocupava a 11º posição e pressionava o espanhol Fernando Alonso, o décimo.

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, fez uma boa largada e chegou a ocupar a terceira colocação. Mas não segurou a pressão de Ricciardo por muito tempo e perdeu o pódio. Para piorar, ainda foi ultrapassado por Vettel após as paradas nos boxes.

Hamilton não tinha um carro tão rápido quanto o de Verstappen e teve que se contentar com o segundo lugar, a 12 segundos de distância do holandês. Ricciardo se manteve em terceiro e, nas últimas voltas, precisou apertar o ritmo para não ceder a posição a Vettel.

Bottas terminou em quinto, com o mexicano Sergio Pérez em sexto e o belga Stoffel Vandoorne logo atrás, em sétimo. O canadense Lance Stroll foi o oitavo. O brasileiro Felipe Massa não teve muito o que comemorar com a nona colocação.

Ele e o francês Esteban Ocon se tocaram logo na largada. O piloto da Williams perdeu a posição para Stroll, seu companheiro de equipe, e não conseguiu mais ultrapassá-lo. Ocon fechou o Top 10.

Após a bandeirada final aconteceu uma cena inusitada. Vettel vinha lento e bateu no carro de Stroll. O piloto da Ferrari esboçou uma reclamação, mas precisou da ajuda do canadense, que lhe deu um carona até os boxes.

Max Verstappen comemora vitória no GP da Malásia de Fórmula 1 (EFE/EPA/FAZRY ISMAIL)

Confira a classificação final do GP da Malásia de Fórmula 1:

1° – Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1h30min01s290

2° – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 12s770

3° – Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 22s519

4° – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 37s362

5° – Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), a 56s021

6° – Sergio Perez (MEX/Force India), a 1min18s630

7° – Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren), a 1 volta

8° – Lance Stroll (CAN/Williams), a 1 volta

9° – Felipe Massa (BRA/Williams), a 1 volta 

10° – Esteban Ocon (FRA/Force India), a 1 volta

11° – Fernando Alonso (ESP/McLaren), a 1 volta

12° – Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 1 volta

13° – Romain Grosjean (FRA/Haas), a 1 volta

14° – Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso), a 1 volta

15° – Jolyon Palmer (ING/Renault), a 1 volta

16° – Nico Hülkenberg (ALE/Renault), a 1 volta

17° – Pascal Wehrlein (ALE/Sauber), a 1 volta

18° – Marcus Ericsson (SUE/Sauber), a 2 voltas

Não completaram a prova:

Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso)

Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)