Trio tenta confirmar vantagem e fazer semifinal “mais paulista” da história da Copa do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 28/09/2015 20h32
Palmeiras

Os quatro semifinalistas da Copa do Brasil de 2015 serão conhecidos nesta quarta (30) e quinta-feira (01). Na briga pelas vagas, estão três times paulistas, que compartilham a vantagem obtida na partida de ida das quartas de final do torneio e a briga por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem via Campeonato Brasileiro.

Caso essas vantagens sejam confirmadas, a edição atual do torneio entrará para a história como a primeira com três times paulistas (o máximo que havia acontecido antes eram duas equipes do estado entre as quatro melhores). 

Mas, apesar das semelhanças, o São Paulo tem o maior favoritismo para passar pelo Vasco. Na sequência vem o Santos, que venceu o Figueirense fora de casa na ida. Já o Palmeiras é quem deve ter mais dificuldades. Confira a análise do Jovem Pan Online sobre as chances de classificação de cada um dos times paulistas e os perigos que podem tirá-los da briga pelo título da Copa do Brasil e impedir que façam história.

Vasco x São Paulo

Primeiro jogo: São Paulo 3 x 0 Vasco

Uma senhora vantagem: Tricolor começa “vencendo” por 3 a 0

O São Paulo é, sem sombra de dúvida, o paulista em situação mais confortável para a partida de volta. Mesmo embalado pela vitória no clássico diante do Flamengo no domingo e pela reação no Campeonato Brasileiro, o Vasco tem uma vantagem enorme para reverter, já que perdeu por 3 a 0 no Morumbi, e caso sofra um gol, terá de fazer 5 a 1 para se classificar.

Além disso, o técnico Jorginho pode abrir mão do confronto e poupar jogadores para focar na desesperadora (e até pouco tempo aparentemente impossível) luta para permanecer na Série A.

Conflitos internos podem colaborar para uma (improvável) tragédia

Dirigente não entra em campo, mas é difícil negar que a turbulência no São Paulo em 2015 influencia negativamente o rendimento do time. A desorganização no clube, as declarações infelizes e a troca de farpas entre Osorio e diretores tricolores são o que pode deixar a equipe longe de seus objetivos na temporada. No entanto, é difícil imaginar que isso chegue ao ponto de tirá-la da Copa do Brasil – pelo menos nesta fase, em que a vantagem é enorme.

Santos x Figueirense

Primeiro jogo Figueirense 0 x 1 Santos

Caldeirão da Vila Belmiro deixa Santos com um pé na vaga

O grande trunfo do Peixe é o seu alçapão: jogando na Vila Belmiro, a equipe é quase imbatível, e por causa disso vem fazendo uma boa temporada. Na atual edição da Copa do Brasil, o alvinegro praiano construiu ou confirmou classificações contra adversários complicados, como Sport e Corinthians, em casa. Com isso, a missão do Figueirense de reverter a derrota por 1 a 0 no Orlando Scarpelli se torna extremamente difícil.

O imponderável: a maior esperança do Figueira

Existem poucos (ou nenhum) motivos para acreditar que o Figueirense vai aprontar para cima do Peixe na Vila. A equipe não vence há sete jogos, com cinco derrotas entre eles, e caiu despencou para a 18ª colocação no Brasileirão. Mas o futebol é emocionante justamente porque, de vez em quando, o inesperado acontece e um time vence um adversário de qualidade muito maior. Só se apegando a isso para imaginar a equipe catarinense voltando de Santos com a classificação para a semifinal da Copa do Brasil.

Palmeiras x Internacional

Primeiro jogo: Inter 1 a 1 Palmeiras

Bom resultado fora de casa e Inter desfalcado favorecem o Verdão…

O alviverde é o time paulista que enfrenta o adversário mais complicado nesta fase da Copa do Brasil (o Inter briga por G4, enquanto Vasco e Figueirense fogem do rebaixamento) e tem a vantagem menos significativa. No entanto, alguns fatores contribuem para que o palmeirense acredite que a equipe conseguirá, pelo menos, um empate para garantir a classificação no Allianz Parque.

Um deles é a própria torcida – cerca de 20 mil ingressos já foram vendidos – e o bom desempenho do Verdão em sua arena – foram quatro vitórias e um empate nas últimas cinco partidas. Outro são os desfalques do Internacional: D’Alessandro e Eduardo Sasha, contundidos, devem continuar de fora e Vitinho, suspenso, não estará em campo. Por fim, o time colorado ainda tem apresentado dificuldades para propor o jogo e pressionar, especialmente jogando fora de casa.

…Mas retrospecto e ausência de volante atrapalham

O Palmeiras não vence o Colorado no Beira-Rio há quase 18 anos. A partida desta quarta é no Allianz Parque, mas essa vantagem não foi determinante no confronto entre as equipes pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, houve empate em 1 a 1. Além disso, o volante Thiago Santos, peça importante desde sua chegada ao clube, segue de fora da Copa do Brasil por já ter defendido o América-MG no torneio.