90% dos roubos de carga em SP têm participação de funcionários de empresas assaltadas

  • Por Jovem Pan
  • 19/05/2015 16h24
SÃO PAULO,SP,05.01.2015:SEGURANÇA-PÚBLICA - O secretário de Estado da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, anuncia Youseff Abou Chaim como delegado geral de Polícia Civil e Ricardo Gambaroni como comandante geral da Polícia Militar em coletiva no auditório da Secretaria de Estado da Segurança Pública, na região central de São Paulo (SP), na manhã desta segunda-feira (5). (Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Folhapress)Secretário de Estado da Segurança Pública de São Paulo

Secretaria da Segurança Pública constatou que 90% dos roubos de carga no estado têm participação de funcionários das empresas assaltadas. De acordo com a pasta, os casos perdem força em São Paulo, mas os números só serão revelados na semana que vem.

O balanço mostra que 36% das ocorrências envolvem o transporte de alimentos e 8% o de equipamentos eletroeletrônicos, os mais lucrativos.

O secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, ressaltou que o combate ao roubo de cargas depende da inteligência policial. “Um serviço de inteligência muito forte. Mais de 90%, para não generalizar em 100%, participações internas. No grande roubo da Samsung do ano passado, que foi preso o líder, temos a imagem de um dos seguranças passando a senha para um criminoso poder ingressar”, disse.

Alexandre de Moraes lembrou ainda que um segurança esteve no assalto ao centro de distribuição do Magazine Luiza, no interior paulista.

A polícia de São Paulo apresentou, nesta segunda-feira (18), um criminoso do Sergipe envolvido com roubo de cargas e que foi preso no bairro do Brás. José Adelmo Barbosa Trindade, conhecido como “seu Barriga”, estava foragido e também tem ligação com o tráfico de drogas.