Estudante morre após ser agredido por colega dentro de escola tradicional em BH; suspeito é preso

  • Por Jovem Pan
  • 21/11/2018 11h09
Reprodução/TV GloboAs imagens do circuito interno da escola registraram o caso de violência ocorrido no dia 14, quarta-feira passada

Morreu nesta terça-feira (20) o jovem de 17 anos, Luiz Felipe Siqueira de Sousa, em Belo Horizonte. Ele foi agredido dentro da escola onde estudava, na região centro-sul de Belo Horizonte, por colegas na hora do recreio, enquanto jogava futebol.

Segundo relatos, durante o jogo ocorreu um desentendimento por conta de um drible. Luiz Felipe foi agredido por socos e pontapés, tentou fugir, mas foi perseguido por outros colegas.

As imagens do circuito interno da escola registraram o caso de violência ocorrido no dia 14, quarta-feira passada. O aluno foi levado, desacordado ao hospital, mas morreu nesta terça.

O suspeito de agredir Luiz Felipe é o outro estudante Hudson Rangel Gomes Rosa, de 18 anos. Na última sexta-feira (16), a Justiça de Minas Gerais determinou a conversão da prisão em flagrante de Hudson para preventiva.

Hudson Rangel responderá por tentativa de homicídio qualificada por motivo torpe. Ele segue detido no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional Gameleira, na região oeste de BH.

De acordo com a escola, Hudson já se envolveu em mais de 30 casos de mau comportamento. De acordo com o G1, um registro da escola relata que o aluno “não tem compromissos com os estudos e é agressivo com as professoras”. Em outro relato, uma aluna reclama que já foi agredida diversas vezes por Hudson.

Segundo o advogado de Hudson, o estudante ficou muito abalado e não parava de chorar ao receber a notícia de que Luiz Felipe havia morrido. A defesa entrará com um pedido de habeas corpus.