J&F diz desconhecer informação sobre pedido de prisão de Joesley Batista

  • Por Estadão Conteúdo
  • 09/09/2017 12h09
BRA111. LAPA (BRASIL), 21/03/2017 - Vista general de la compañía del grupo cárnico JBS Seara en la ciudad de Lapa, estado de Paraná, Brasil, la cual fue inspeccionada por el ministerio de Agricultura de Brasil, Blairo Maggi, hoy martes 21 de marzo de 2017. Según la policía, varias de las principales cárnicas del país, entre ellas JBS y BRF, con la complicidad de fiscales sanitarios corruptos, "maquillaron" con productos químicos carnes que estaban en mal estado y no cumplían con los requisitos para la exportación.EFE/Joédson AlvesO Grupo J&F é dono da companhia de produtos alimentícios, JBS

A J&F, holding que controla o grupo JBS, afirmou em nota neste sábado desconhecer qualquer informação sobre o pedido de prisão do empresário Joesley Batista.

Na noite de sexta-feira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prisão de Joesley, de Ricardo Saud, também delator e executivo da JBS, e do ex-procurador, Marcelo Miller.

Na madrugada deste sábado, a defesa de Batista e Saud pediu para ser ouvida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator da Operação Lava Jato, Edson Fachin, antes que ele decida sobre a prisão.