João Doria sobre condenação de Lula: “mais duro golpe que o PT tomou em sua história”

  • Por Jovem Pan
  • 24/01/2018 18h47 - Atualizado em 24/01/2018 18h53
Fernando Pereira/SECOM-PMSPSegundo Doria, os apoiadores do ex-presidente estão tremendamente enfraquecidos e disse que as lideranças que se posicionavam ao lado do PT terão que rever suas posições

O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou, em entrevista exclusiva à Jovem Pan, que a condenação de Lula por 3 a 0 no TRF4 é “o mais duro golpe que o PT já tomou em toda a sua história”. De acordo com o tucano, o resultado “inquestionável” muda a história política do País.

“Ao meu ver, isso pode mudar a história da eleição deste ano. E ademais, para piorar a circunstância, que já era ruim, a elevação da pena para 12 anos e um mês é mortal. Ou seja, é duríssimo”, disse o prefeito.

Segundo Doria, os apoiadores do ex-presidente estão tremendamente enfraquecidos e disse que as lideranças que se posicionavam ao lado do PT terão que rever suas posições, inclusive o vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), que tem um partido com o viés de esquerda.

“Se não (reverem suas posições) serão liquidados nas eleições. Se mantiverem essa linha, serão julgados pela opinião pública e o voto em outubro, na urna, vai condená-los. Se Márcio França seguir este caminho, ao meu ver, tem uma candidatura que nasce muito enfraquecida, com poucas chances de vitória em São Paulo”, afirmou o tucano.

Doria disse ainda que o tom do PSDB com relação a vencer Lula nas urnas deve mudar. De acordo com ele, a circunstância se altera bastante. “Não é questão eleitoral, é a justiça que determina. Lula sendo condenado, Lula vai preso. E preso, não pode disputar eleição. É Constituição. Preso tem que cumprir pena”, cravou.