Chega à Jordânia corpo de ex-ministro iraquiano Tareq Aziz para ser enterrado

  • Por Agencia EFE
  • 13/06/2015 05h04

Amã, 13 jun (EFE).- O corpo do ex-ministro iraquiano de Relações Exteriores, Tareq Aziz, chegou ontem à noite à Jordânia, oito dias após sua morte em uma prisão no sul do Iraque, para ser enterrado no país, informaram neste sábado à Agência Efe fontes ligadas à família.

As fontes acrescentaram que seu corpo será preparado na igreja de Al Adra para ser enterrado depois em um cemitério em Madaba, a 20 quilômetros a oeste de Amã.

Está previsto que se organize um funeral antes que o corpo seja enterrado, no qual participarão membros da família de Aziz, figura-chave do regime de Saddam Hussein durante duas décadas.

Segundo as fontes, também estarão presentes políticos iraquianos e jordanianos simpáticos ao regime de Saddam.

O governo jordaniano não participará de nenhuma celebração, mas também não impedirá que os cidadãos iraquianos e do reino hachemita façam parte de qualquer cortejo fúnebre, informaram fontes do Executivo.

As fontes ligadas à família acrescentaram que a mudança do corpo foi o resultado de negociações entre os governos jordaniano e iraquiano.

No último dia 6, fontes do Executivo jordaniano explicaram à Efe que esta medida se deve a “razões humanitárias”, já que a família de Aziz vive na Jordânia.

Também nesse dia, a agência estatal jordaniana Petra, citando o advogado de Aziz em Bagdá, Badei Aref Azeh, assinalou que o responsável iraquiano tinha pedido, antes de morrer, que seu corpo fosse enterrado na Jordânia.

Aziz, que morreu de infarto aos 79 anos, estava preso desde a queda do regime de Saddam, em 2003, e tinha sido condenado à morte em 2010.

Foi também vice-primeiro-ministro iraquiano, secretário político do partido Baath, de Saddam, e membro do Conselho do Comando da Revolução, integrado por dez pessoas da máxima confiança do ex-ditador. EFE