Ao menos 951 auditores da Receita Federal entregam cargos

Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais (Sindifisco), mais de 90% do efetivo aderiu às paralisações da categoria

  • Por Jovem Pan
  • 30/12/2021 19h33
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Pilar prateado com o logo e os dizeres Superintendência da Receita Federal, em Brasília.

Pelo menos 951 auditores fiscais da Receita Federal entregaram cargos de chefia até esta quinta-feira, 30, segundo o balanço do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais (Sindifisco). De acordo com a entidade, mais de 90% dos efetivos aderiram à paralisação da categoria por conta do corte orçamentário no órgão. O movimento ocorre após o governo federal anunciar reajuste salarial em 2022 apenas para policiais federais. Nesta quarta-feira, o Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), que reúne 37 entidades associativas e sindicais e representa mais de 200 mil servidores públicos, aprovou um calendário de mobilização para pressionar por reajustes salariais para as outras categorias. A previsão é de que duas paralisações sejam realizadas em janeiro: a primeira no dia 18 de janeiro e a outra nos dias 25 e 26. Em comunicado, o Fonacate justificou a mobilização pela remuneração congelada dos servidores desde 2017, enquanto a inflação aumentou no período.