Após quatro meses de alta, confiança do consumidor cai 0,5 ponto em fevereiro

  • Por Jovem Pan
  • 22/02/2019 09h25
Marcello Casal Jr/Agência BrasilAvaliação, medida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) chegou a 96,1 pontos, em uma escala de zero a 200 

Pela primeira vez em quatro meses de altas, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) recuou 0,5 ponto de janeiro para fevereiro. A avaliação, medida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) chegou a 96,1 pontos, em uma escala de zero a 200.

O recuo foi provocado por uma queda na confiança dos consumidores em relação aos próximos meses. O Índice de Expectativas diminuiu 1,7 ponto, para 109 pontos, devido principalmente ao grau de otimismo com a situação financeira das famílias nos próximos meses, que caiu 5,7 pontos.

O Índice de Situação Atual, que mede a confiança no momento presente, por outro lado, manteve a trajetória de alta pelo quarto mês consecutivo ao subir 1,3 ponto, para 78,1 pontos, atingindo o maior nível desde abril de 2015 (78,9).

O indicador sobre a situação econômica subiu 1,2 ponto, e aquele que mede a percepção em relação às finanças familiares aumentou 1,5 ponto.

Segundo a economista da FGV Viviane Seda Bittencourt, as previsões dos consumidores sobre economia e situação financeira das famílias, que atingiram níveis próximos ao máximo da série em janeiro, recuaram em um movimento aparentemente normal depois da onda de otimismo que se seguiu ao período eleitoral.

Com Agência Brasil