Morre no Japão o camelo mais velho do mundo

  • Por Agencia EFE
  • 25/05/2014 22h55

Tóquio, 26 mai (EFE).- O camelo mais velho do mundo em cativeiro, um exemplar fêmea de 38 anos, morreu em um zoológico da cidade japonesa de Yokohama (centro do país), informou nesta segunda-feira (data local) a página na internet da rede pública de televisão “NHK”.

O animal, um camelo asiático ou bactriano, era conhecido pelo nome de Tsugaru.

Acredita-se que o exemplar nasceu em uma fazenda da prefeitura de Aomori (norte do Japão) em torno de 1976.

Tsugaru foi levada ao zoológico de Nogeyama, em Yokohama, em dezembro de 1982 e se tornou um dos animais mais admirados do parque.

A expectativa de vida deste tipo de camelo é em torno dos 25 anos.

Antes de Tsugaru se sabe de um exemplar conservado em cativeiro no Reino Unido que viveu até os 36 anos, marca que o camelo recém falecido igualou em 2011.

O pessoal do zoológico de Nogeyama explicou que o animal perdeu repentinamente o apetite na sexta-feira passada de manhã e que morreu durante o fim de semana.

Há dez anos Tsugaru desenvolveu artrite em uma de suas patas, o que obrigava o animal a passar a maior parte do tempo deitado, embora sua saúde tenha se mantido em perfeito estado até pouco antes de sua morte. EFE