Na Missa do Galo, papa diz que ‘amor de Deus é gratuito e se estende a todos’

  • Por Jovem Pan
  • 25/12/2019 08h19
EFENo fim da missa, o papa levou a imagem do menino Jesus em procissão ao presépio da Basílica de São Pedro

O papa Francisco celebrou nesta terça-feira (24) a tradicional Missa do Galo na Basílica de São Pedro e falou sobre o amor de Deus, que, segundo ele, “é gratuito e se estende a todos”, inclusive aos “piores homens”.

Na missa de Natal em que os católicos celebram o nascimento de Jesus Cristo, Francisco lamentou que nossas vidas às vezes “passem longe da gratidão” e disse que hoje é o dia adequado “para se aproximar de Deus para agradecer”.

A cerimônia, que há vários anos é realizada às 21h30 (horário local; 17h30 em Brasília), começou com o anúncio do nascimento de Jesus Cristo. Depois, o papa, de 83 anos, retirou o véu colocado sobre uma imagem do menino Jesus colocado perto de um trono que estava no altar e o beijou.

Diante de cerca de 10 mil pessoas, o papa refletiu sobre o que significa a graça do nascimento de Jesus. Para ele, o momento é “do amor divino, o amor que transforma a vida, renova a história, liberta o mal e promove a paz e a alegria”.

“Deus se fez criança para se deixar ser abraçado por nós e é algo gratuito. Enquanto aqui na Terra tudo parece responder a lógica de dar para receber, Deus chegou de graça. Seu amor não é negociável: nunca fizemos nada para merecê-lo e nunca poderemos recompensá-lo”, explicou Francisco.

“O Natal nos lembra que Deus segue amando a cada homem, inclusive o pior, ainda que nós não estejamos a altura disso. (…) Deus não te ama porque você pensa corretamente ou se comporta bem. Ele te ama e isso basta. Seu amor é incondicional e não depende de você. Pode ser que você tenha ideias erradas, que tenha feito de todo. No entanto, o Senhor não deixa de te amar”, continuou o papa.

“Às vezes se pensa que Deus é bom se formos bons e que nos castigará se formos maus. Não é assim. Ainda em nossos pecados ele continua nos amando. Seu amor não muda, não é exigente. É fiel e paciente”, concluiu.

No fim da missa, o papa levou a imagem do menino Jesus em procissão ao presépio da Basílica de São Pedro, acompanhado por 12 crianças provenientes de vários países do mundo.

Nesta quarta (25), Francisco irá até à varanda central da Basílica de São Pedro, repetindo ato de quando foi escolhido para em 2013, para ler sua mensagem de Natal e proferir a tradicional bênção “Urbi et Orbi”.

*Com informações da EFE