UE insiste que Reino Unido tome iniciativa para destravar diálogo sobre Brexit

  • Por Estadão Conteúdo
  • 09/10/2017 09h06
ANDY RAIN/EFEJá a premiê Theresa May tem pedido que a União Europeia mostre "liderança e flexibilidade" para destravar o diálogo

A União Europeia insistiu nesta segunda-feira que cabe ao governo da premiê do Reino Unido, Theresa May, agir se deseja desbloquear as negociações sobre a saída do país do bloco, o chamado Brexit. Porta-voz da Comissão Europeia, Margaritis Schinas disse que, apesar do que Londres diz, não cabe à UE mudar sua posição nas negociações, conforme avança o período de dois anos previsto para esse diálogo.

Schinas argumentou que o Reino Unido precisa primeiro fazer “progressos suficientes” sobre como deixará o bloco, antes de começar qualquer negociação sobre as relações futuras em segurança e comércio. “Ainda não houve uma solução encontrada para o passo 1, que são os procedimentos para o divórcio. Portanto cabe totalmente ao lado do Reino Unido agir para que o resto aconteça”, afirmou Schinas.

Questionado sobre o motivo de o negociador-chefe do Reino Unido não estar em Bruxelas para o início nesta segunda-feira da mais recente rodada de conversas, a porta-voz disse apenas que a equipe da UE está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana. “O momento das conversas depende da disponibilidade de nossos parceiros do Reino Unido. Nós estamos sempre aqui e estaremos prontos.”

Já a premiê Theresa May tem pedido que a União Europeia mostre “liderança e flexibilidade” para destravar o diálogo. Ela deve falar aos parlamentares britânicos nesta segunda-feira sobre os progressos obtidos nas negociações desde seu discurso em Florença, na Itália, no mês passado.