Polícia turca prende 23 supostos jihadistas estrangeiros que viajavam à Síria

  • Por Agencia EFE
  • 11/08/2015 11h38

Ancara, 11 ago (EFE).- A polícia da Turquia prendeu 23 supostos jihadistas estrangeiros que pretendiam atravessar a fronteira com a Síria para se unir ao grupo Estado Islâmico (EI), conforme um comunicado divulgado nesta terça-feira pela corporação.

As detenções feitas por unidades antiterroristas ocorreram na cidade de Elbeyli, na província turca de Kilis, na fronteira com a Síria.

Segundo o comunicado, os detidos têm passaportes chineses, russos, ucranianos e líbios, e também havia mulheres e crianças. Todos os presos foram levados à sede do Diretório de Segurança de Kilis para serem interrogados, após passarem por uma revisão médica em um hospital.

A fronteira com a Turquia é a principal via de acesso à Síria dos estrangeiros que querem se juntar a grupos jihadistas como o EI, que costumam se infiltrar pelas mesmas rotas usadas por contrabandistas.

Kilis faz fronteira com uma área de ligação situada ao norte da cidade síria de Aleppo, que é controlada pelo Estado Islâmico. EFE