Preço do petróleo reduzirá em 2,25% crescimento de países exportadores

  • Por Agencia EFE
  • 29/09/2015 01h17

que os países exportadores de matérias-primas sentirão uma queda em sua taxa de crescimento de um ponto percentual por ano nos próximos três anos devido aos atuais baixos preços, freada forte que alcançará uma média de 2,25%.

“Esta desaceleração não é só um fenômeno cíclico, há um componente estrutural, por estar acompanhado de uma queda no investimento”, explicou ++Oya++ ++Celasun++, diretora assistente do Departamento de Pesquisa, ao apresentar os capítulos analíticos do relatório “Perspectivas Econômicas Globais” em entrevista coletiva.

Entre os países que serão mais afetados, o relatório apontou Arábia Saudita, Rússia e Brasil.

A queda do preço do barril do petróleo foi especialmente considerável, com uma desvalorização de mais de 50% nos últimos 12 meses, e os técnicos do FMI consideram que se manterão em um nível baixo no futuro próximo.

O Fundo ressaltou que, no entanto, existe uma grande variabilidade nos efeitos destes baixos preços, já que alguns países conseguiram aliviar as consequências negativas graças à flexibilidade da taxa de câmbio e a uma melhor situação fiscal.

O organismo internacional apresentará suas novas previsões de crescimento global durante sua assembleia anual, que será realizada de 7 a 11 de outubro em Lima, no Peru. EFE