Soldado da União Africana morre em atentado do Al Shabab na Somália

  • Por Agencia EFE
  • 15/09/2015 13h40

Mogadíscio, 15 set (EFE).- Um soldado da Missão da União Africana na Somália (AMISOM) morreu nesta terça-feira e outros três ficaram gravemente feridos pela explosão de uma bomba colocada pelo grupo terrorista Al Shabab na cidade de Bardere, no sudoeste do país.

Segundo informaram à Agência Efe fontes militares, o explosivo pode se tratar de uma mina colocada sob a terra no caminho pelo qual circulava o veículo dos soldados, de nacionalidade etíope.

A milícia jihadista Al Shabab reivindicou o atentado através de diferentes meios de comunicação locais.

Este é o segundo ataque perpetrado neste mês contra tropas da União Africana, que estão se transformando em um alvo recorrente do grupo radical.

No último dia 1, morreram dezenas de pessoas em um ataque contra a base da AMISON na cidade de Janale, cerca de 90 quilômetros de Mogadíscio, a capital.

Os terroristas detonaram uma bomba e entraram no recinto enfrentando os soldados com disparos.

Além disso, em junho, o Al Shabab atacou uma base militar em Lego, a 130 quilômetros da capital, e causou a morte de dezenas de soldados burundineses.

A milícia islamita Al Shabab anunciou em 2012 sua adesão formal à Al Qaeda e luta para instaurar um Estado islâmico de corte wahhabista na Somália. EFE