‘Prefeito que recorre a lockdown não deveria ter sido reeleito’, diz Augusto Nunes

Comentarista de Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, também afirmou que medida é inócua e pregou desobediência civil aos decretos de prefeitos e governadores

  • Por Jovem Pan
  • 23/02/2021 19h20
Youtube/Os Pingos nos IsAraraquara prorrogou o lockdown até a madrugada do sábado, 27

Com o recrudescimento da pandemia do novo coronavírus, prefeitos e governadores têm adotado medidas mais restritivas de isolamento social. Em Araraquara, cidade do interior de São Paulo, o prefeito Edinho Silva (PT) prorrogou o lockdown até a madrugada do sábado, 27. Nesta quarta-feira, 24, o governador do estado, João Doria (PSDB), também irá anunciar restrições na circulação de pessoas. Para Augusto Nunes, comentarista de Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, o lockdown é uma medida inócua e os prefeitos que recorreram a este expediente não deveriam ter sido reeleitos.”Prefeito que recorre a lockdown não deveria ser reeleito. No entanto, o povo não abriu os olhos na hora da eleição. É bom que abra agora e parta para a desobediência civil. Os comerciantes têm de agir com mais união e coragem, porque senão a quebradeira será muito mais danosa do que a pandemia”, disse.

O comentarista da Jovem Pan também afirmou que um dos principais erros no enfrentamento da pandemia foi a falta de aquisição de leitos de UTI e a desativação de hospitais de campanha. “Em Araraquara, estão fazendo isso [prorrogar o lockdown] por falta de leitos de UTI, incompetência administrativa. Quando a pandemia começou, com o dinheirão que receberam do governo federal, não compraram leitos de UTI, gastaram em outras coisas. Araraquara fez aqueles lockdowns completamente doidos e, em julho, o prefeito Edinho Silva se gabou de ter montado um sistema de saúde em que, segundo ele, a possibilidade de o sistema de saúde entrar em colapso era zero. Agora ele está dizendo que o sistema perfeito está em colapso. Araraquara tem 240 mil habitantes e 75 leitos de UTI. O que ele fez com o dinheiro? Por que não manteve hospital de campanha? Por que está pedindo 70 leitos de UTI para o governo estadual? Isso se repete em todo o Brasil. Quando a pandemia começou, havia 1 leito de UTI no estado do Amazonas, desconsiderando Manaus. Hoje você tem, em algumas cidades, dois, três leitos. Basta a infecção de três pessoas para toda a ocupação do sistema hospitalar. Os leitos são insuficientes porque os prefeitos não compraram.