Bruno Garschagen: Bolsonaro, ao entrar no PSL, foi locatário da sigla

  • 09/10/2019 07h53
Divulgação/PSLA fala do presidente da República foi feita enquanto ele deixava o Palácio da Alvorada nesta terça-feira (8)

Jair Bolsonaro pede a apoiador que “esqueça o PSL” e diz que o presidente do partido, Luciano Bivar, está “queimado para caramba”. A fala do presidente da República foi feita enquanto ele deixava o Palácio da Alvorada nesta terça-feira (8).

“Bom, um capítulo interessante – mas sem novidades na história. A razão é simples: Bolsonaro, quando entrou no PSL, se tornou locatário do partido. Enquanto isso, Luciano Bivar atuou como locador, o dono da sigla. Foi uma relação, desde o início, construída nessa base: um candidato que precisava de um partido e encontrou no PSL de Bivar a legenda para fazer essa negociação. Não havia, até então, nenhum tipo de alinhamento ideológico ou aliança política pretérita que justificasse essa comunhão de interesses que resultou na entrada de Jair Bolsonaro no PSL.”

“Lembrando também de uma história que aconteceu ainda em 2018. O PSL, nessa época, estava caminhando junto com um grupo chamado Livres que, dentro do partido, estava orientando a sigla para se tornar mais libertária. Quem estava a frente desse processo de formação do Livres era Sérgio Bivar, filho de Luciano. Ele traiu o filho e deu as costas para o Livres para negociar com Jair Bolsonaro. Portanto, não há inocentes nessa história”, completa Bruno.