Bruno Garschagen: Enem não tem que ter perfil de prova polêmica

  • Por Jovem Pan
  • 04/11/2019 08h02
ESTADÃO CONTEÚDOAbraham Weintraub afirmou que tentará punição máxima para o responsável pelo vazamento de um trecho da prova

Ministro da Educação diz que Enem não teve polêmicas e nem doutrinação. Abraham Weintraub afirmou que tentará punição máxima para o responsável pelo vazamento de um trecho da prova, mas ressaltou que ninguém foi prejudicado.

“Eu não sei porque essa preocupação com questões polêmicas. O Enem não tem que ter esse perfil de forma polêmica, mas tem que se ater a aquelas questões que medem a retenção de informação – e eventualmente conhecimento ensinado nas escolas.”

“Eu li professores reclamando sobre a ausência de perguntas, por exemplo, do universo LGBT. Eu realmente não entendo porque esse tema deveria fazer parte do Enem. Mas também vi professores que reclamaram, corretamente, da flata de questões sobre a Era Vargas. Também vi professores reclamarem da ausência de questões sobre a Revolução Francesa. Neste caso, o problema maior é apresentá-la de uma forma parcial como sendo um evento histórico positivo”, completa Bruno.