Bruno Garschagen: Meio Ambiente não é pauta de esquerda e afeta todos nós

  • Por Jovem Pan
  • 23/08/2019 07h49
Tiago Queiroz/Estadão ConteúdoO Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia alegou que o tempo seco não justifica o alto número de incêndios este ano

Municípios com mais desmatamento também tiveram maior número de queimadas em 2019. Essa é uma das conclusões do estudo do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, que alertou que o período seco não explica tantos incêndios.

“O período seco não explica tantos incêndios, tem muita gente que age de forma criminosa fazendo queimadas para limpar terreno ou por outro objetivo. Isso é um problema sério. Essas pessoas precisam ser identificadas e punidas. É preciso desincentivar esse tipo de prática, porque se não tiver punição vai continuar acontecendo. Não adianta ficar chorando.”

“Uma coisa que precisa ficar clara é que o Meio Ambiente não é agenda de esquerda. É uma agenda que afeta todos nós. Se for pra qualificar politicamente a proteção do meio ambiente, tem que qualificar pela ótica conservadora. Temos no Brasil um grande conservador que sempre defendeu o Meio Ambiente, que é o Gilberto Freire”, completou.