Bruno Garschagen: Polícia precisa apurar responsabilidade e erros de Operação em Paraisópolis

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2019 07h54
Evelson de Freitas/ Estadão ConteúdoO governador paulista, João Doria, cobra apuração rigorosa sobre responsabilidade

Moradores de Paraisópolis fazem protestos após a morte de nove pessoas que foram pisoteadas em baile funk. A PM diz que criminosos passaram atirando, mas pessoas da comunidade alegam emboscada policial.

Governador paulista, João Doria, cobra apuração rigorosa sobre responsabilidade. Pelo Twitter, ele lamentou o ocorrido.

“Todas essas notícias que envolvem eventos públicos, que acontecem principalmente na rua e acabam com mortes desse jeito é de se lamentar. A família das vítimas vão chorar hoje seus mortos. O que a gente tem que saber, e isso a investigação vai mostrar, é se realmente tiveram criminosos tentando usar a multidão como escudo humano – e como se faz, a partir daí, uma intervenção sem provocar mortes. Em uma operação policial é preciso ter uma certa organização para que a própria perseguição que tem que ser feita não provoque esse tipo de coisa.”

“O porta-voz da policia disse que as imagem divulgadas serão analisadas para apurar responsabilidades. Nesse caso, o que a Polícia tem que fazer de melhor, é apurar responsabilidade dos policias filmados e erros da operação para que isso seja corrigido. Não dá para, numa situação como essa, provocar mortes nesse sentido. Algumas imagens divulgadas são muito impactantes e que mostram um grupo acuado sendo agredidos. Isso depõe contra a imagem da Polícia – que precisa ser respeitada, qualificada e fazer bom trabalho. Se não dá margem para todo tipo e criticas, muito delas injustas.”