Bruno Garschagen: Politicamente, decisão de Macri é um desastre

  • Por Jovem Pan
  • 29/08/2019 07h52
EFEA Argentina declarou moratória nesta terça-feira (28) e quer prazo maior para quitar dívida do FMI

Argentina quer prazo maior para quitar acordo com o FMI. Em recessão econômica, o país vizinho também tenta renegociar o pagamento com outros credores do mercado interno e internacional.

“Se Macri já tinha problemas sérios para reverter o resultado negativo das eleições primárias na Argentina, onde apareceu em segundo lugar, a declaração de moratória poderá ter sido último prego no caixão da sua reeleição. Embora o Governo diga que pessoas físicas não serão afetadas diretamente, mas sim os grandes investidores, obviamente a população sofrerá de forma direta ou indireta. A dívida hoje, em dólar, da Argentina é de 70% e é impagável. Ele tinha que tomar essa decisão, não tinha o que fazer. Mas, de qualquer forma, politicamente é um desastre.”