Bruno Garschagen: Quando Eduardo parecia enfraquecido, houve reviravolta

  • Por Jovem Pan
  • 22/10/2019 07h49
Ernesto Rodrigues/Estadão ConteúdoBolsonaro já tem um 'plano b' para o cargo de embaixador em Washington caso Eduardo desista: o diplomata Nestor Forster

Jair Bolsonaro defende que o filho Eduardo permaneça no Brasil para pacificar o PSL. No Japão, o presidente da República afirmou que a indicação ou não dele para embaixador brasileiro em Washington vai depender da vontade do deputado federal. Bolsonaro já tem um ‘plano b’ para o cargo caso Eduardo desista: o diplomata Nestor Forster.

“Quando parecia que o deputado federal Eduardo Bolsonaro estava enfraquecido, dentro do partido e do parlamento, houve uma reviravolta nessa guerra de listas que se prolonga ao longo dos últimos dias. De qualquer modo o PSL continua fraturado e a gente vai ver ao longo do próximo mês de que maneira essas tensões serão ou não pacificadas. O presidente Jair Bolsonaro, que antes dizia categoricamente que indicaria o filho para ocupar o posto da embaixada brasileira em Washington, agora defende que Eduardo permaneça no Brasil.”

“Além disso o presidente apresentou o nome do diplomata Nestor Forster que, por ser da carreira, talvez não enfrente as resistência que Eduardo Bolsonaro enfrentou por não ser diplomata e por ser filho do presidente. O que veremos agora é se Eduardo é realmente capaz de resolver a crise interna no PSL, como quer o pai, ou se a guerra interna do partido continuará a expor as vísceras e eventualmente prejudicar o Governo no Congresso”, completa Bruno.