Bruno Garschagen: Senado passa bola do fundo eleitoral para Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 18/09/2019 07h54
Marcos Oliveira/Agência SenadoO texto volta para a Câmara dos Deputados sem os itens que poderiam reduzir a transparência e a fiscalização nas contas de campanha

Senado Federal mantém brecha para aumento no fundo eleitoral. O texto volta para a Câmara dos Deputados sem os itens que poderiam reduzir a transparência e a fiscalização nas contas de campanha.

“Decisão acertada dos Senadores, cedendo a pressão popular e também interna de parcelo de senadores que viam a reforma como uma excrecência. A proposta votada e aprovada na Câmara que afrouxava as normas de prestação de contas por parte dos partidos e também permitia pagamento de advogados com uso de recursos públicos. Tudo errado naquele projeto. Aquilo não era nem jabuti, era King Kong que foi acrescentado naquela proposta.”

“Agora ela volta para a Câmara, que pode modificá-la até inserir esses pontos ruins, negativos que foram excluídos pelo Senado. Tem três partidos que vão tentar retomar essas excrecências, são ele: PP, PL e Solidariedade. Vamos ver qual será o comportamento dá Câmara, já que a bola foi passada pelo Senado”, completa Bruno.