Mais livros, menos internet: Veja como criar uma rotina para estimular o sono da criança

Depois do jantar, as atividades devem ser leves, com o objetivo de começar a preparar seu filho para ir para a cama; assistir a desenhos ou jogar videogame é uma péssima ideia

  • Por Camila Magalhães
  • 01/04/2021 09h00 - Atualizado em 01/04/2021 12h12
PixabayCrianças precisam dormir mais que os adultos para consolidar a memória, restaurar o tecido muscular e produzir hormônios

A infância é um período de desenvolvimento muito intenso. Nessa etapa, em um espaço curto de tempo, aprendemos diversas habilidades, como falar, andar e nos relacionar com outras pessoas. Por isso, as crianças precisam dormir mais que os adultos, pois o corpo continua trabalhando durante o sono para consolidar a memória, restaurar o tecido muscular e produzir os hormônios desta etapa da vida.

Dentre as perturbações do sono mais comuns infância estão:

  • Terror noturno (quando a criança tem crises de choro durante o sono);
  • Sonilóquio (falar dormindo);
  • Bruxismo (ranger os dentes);
  • Sonambulismo.

Nestes casos, fatores genéticos e ambientais podem estar envolvidos. Nas crianças, eles interferem mais no sono do que nos adultos. Por isso, elas precisam de um local com temperatura adequada, sem ruídos, luz forte e o mais importante: uma rotina antes de dormir. Depois do jantar, as atividades devem ser leves, com o objetivo de começar a preparar a criança para o sono. Assistir a desenhos ou jogar videogame antes de ir para cama é uma péssima ideia: a luz da tela do celular, tablet ou TV atrasa a liberação da melatonina, o hormônio responsável por regular o nosso relógio biológico e que começa a ser liberado algumas horas antes de dormir. Atividades “analógicas”, como ler e contar histórias, ajudam a criança a diminuir o ritmo aos poucos. A rotina de tomar banho, vestir pijama e escovar os dentes deve acontecer todos os dias no mesmo horário. Se possível, durante as férias.

Com o tempo, a criança começa a associar esse passo a passo à hora de dormir. Só de fazer a rotina, já vai ficando com sono. Outra dica valiosa: mais importante do que aquilo que você faz, é como você faz. Ou seja, usar um tom de voz mais calmo e fazer as atividades em um ritmo mais lento pode ajudar. Lembre-se: o padrão de sono dos filhos está associado ao funcionamento familiar e ao comportamento dos pais, ou seja, é importante preservar as crianças de conflitos e problemas pelos quais os adultos estejam passando. Por mais que você esteja nervoso ou tenha tido um dia difícil, aquele período com as crianças é nobre. Tente aproveitá-lo! Se você tiver alguma dúvida ou quiser sugerir algum tema? Escreva para mim no e-mail dracamila@jovempan.com.br ou mande mensagem para o perfil do Instagram @dra.camilamagalhaes. Até a próxima!