Uso de álcool e outras drogas estão entre principais fatores que causam diversos tipos de câncer

Além de conscientizar sobre o câncer de próstata, campanha ‘Novembro Azul’ também trata da saúde masculina num geral

  • Por Camila Magalhães
  • 12/11/2020 09h22
PixabayCampanha incentiva os homens cuidarem da saúde

O tema de hoje é a saúde masculina! Estamos passando pelo “Novembro Azul”, que tem como foco conscientizar os homens sobre o câncer de próstata e questões relacionadas à saúde mental. Como é comum entre os homens existir uma maior “resistência” de ir ao médico ou de buscar assistência psicológica, campanhas como essa são muito importantes. Nesse sentido, vale abordarmos algo que muitos homens que buscam ter filhos não sabem ou acabam minimizando: como o uso de drogas pode causar infertilidade?

Em primeiro lugar, a infertilidade não está diretamente relacionada ao desempenho sexual. A infertilidade é definida como a incapacidade de engravidar. Desse modo, no que concerne ao homem, a infertilidade pode ser decorrente de anormalidades urológicas, infecções, aumento da temperatura escrotal, distúrbios endócrinos, bem como fatores genéticos e imunológicos. Na maioria dos casos, isso é observado por uma baixa na quantidade de espermatozoides, ou algum problema na motilidade (movimentação), ou ainda anormalidades na morfologia (forma) desses espermatozoides. O uso de drogas está entre os fatores de risco evitáveis para a infertilidade masculina. Isso quer dizer que, para as pessoas que buscam engravidar, o uso de substâncias psicoativas pode ser um fator que dificulta esse processo. Dentre as drogas, destaca-se o uso de álcool e da maconha, que são bastante prevalentes na população masculina, além do uso de esteroides anabolizantes que vem crescendo nos últimos anos.

Os esteroides anabolizantes são substâncias derivadas da testosterona, e muitas vezes são utilizados de forma abusiva para melhora do desempenho físico e ganho muscular. O abuso destas substâncias chega a causar infertilidades parciais e inicialmente reversíveis, mas que, em alguns casos, podem se tornar irreversíveis. Por fim, precisamos alertar que o uso de álcool e outras drogas estão entre os principais fatores de risco para diversos tipos de câncer e outras doenças. Por isso, a mensagem principal para todo homem é: vá ao médico. Procure um urologista e faça os exames necessários para se precaver e identificar o mais cedo possível qualquer irregularidade ou problema que possa estar ocorrendo. E quando o uso de álcool e outras substâncias estiver trazendo problemas em alguma esfera da vida pessoal, familiar ou profissional, não deixe de procurar ajuda em saúde mental. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o tratamento psiquiátrico não somente traz resultados significativos para a saúde emocional das pessoas, como também para a saúde física global.

Se tiver algum comentário, ou quiser sugerir algum tema, escreva pra mim: dracamila@jovempan.com.br ou no instagram @dra.camilamagalhaes. Até a próxima!