Cerca de 600 demissões na Abril – e há quem comemore

  • Por Carlos Andreazza/Jovem Pan
  • 07/08/2018 07h46
Nilton Fukuda/Estadão ConteúdoAproximadamente 600 famílias de repente sem sustento. E as pessoas festejam; porque odeiam a Veja, que não acabou

O Brasil é um país doente. Vejo pessoas festejando a crise da Editora Abril. À esquerda e à direita, vejo homens e mulheres celebrando a queda do império de comunicação – tudo, em resumo, por causa da revista Veja e de sua influência na vida política brasileira.

Por isso, por motivos de ordem ideológica, ignoram que a debacle da Abril, de partida, representa o fechamento de quase 600 empregos. Ou seja: cerca de 600 demissões – 600 desempregados. Aproximadamente 600 famílias de repente sem sustento. E as pessoas festejam; porque odeiam a Veja, que não acabou.

O Brasil é um país de doentes.