Notas sobre a sabatina do pré-candidato Álvaro Dias

  • Por Jovem Pan
  • 08/05/2018 07h39
Johnny Drum/Jovem PanÁlvaro Dias se mostrou demagogo e covarde, diz Andreazza

Carlos Andreazza comenta nove notas sobre a sabatina de Álvaro Dias (Pode) pelo UOL e a Folha de S. Paulo

Dias não saiu do PSDB por ser parte do sistema o qual ele contesta. Isso é discurso de Marina Silva. Ele saiu magoado por falta de espaço, avalia o comentarista.

É mais um candidato demagogo.

Político velho, não tem vergonha de ser covarde. Votou contra a reforma trabalhista como “forma de protesto”, diz Andreazza.

Ele promete lutar contra “os andares de cima”. É o novo caçador de marajás?

O discurso de segurança pública de Álvaro Dias é o mesmo de Jair Bolsonaro. “Não julgo, apenas contesto”, diz o comentarista Jovem Pan.

O tamanho real de Álvaro Dias quando a campanha começar: 2%. Com sorte, será o novo Pastor Everaldo. Me cobrem, diz Andreazza. Ouça o comentário completo: