Denise Campos de Toledo: Guedes vai bem em comissão, mas falha ao cogitar saída

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2019 08h38
Jefferson Rudy/Agência SenadoO ministro da Economia disse que não tem apego ao cargo, mas que não deixará o governo na primeira derrota

Congresso Nacional vive dia de explicações de ministros de Estado. Nesta quarta-feira (27), sete dos 22 ministros estiveram na Câmara ou no Senado, incluindo Sérgio Moro, da Justiça, Paulo Guedes, da Economia, e o pressionado Vélez Rodríguez, da Educação.

O ministro da Economia disse que não tem apego ao cargo, mas que não deixará o governo na primeira derrota. Por outro lado, falando a uma comissão no Senado, Paulo Guedes explicou que deixa o Planalto se não tiver apoio às medidas que pretende implementar para o país.

“O ministro foi muito bem nas explicações, voltou a citar a economia de R$ 1 trilhão, mas houve repercussão negativa ao ele cogitar que pode deixar o cargo. Ele poderia ter dito que está lá para brigar pela reforma da Previdência. Parecia que ele dava recado aos congressistas e também ao presidente Jair Bolsonaro”, diz Denise Campos de Toledo.

Confira o comentário completo: