Denise: Mercado eleva projeção da inflação e tarifas de Trump podem elevar dólar ainda mais

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2019 10h08
EFEAlta da moeda norte-americana já repercutiu no aumento do preço da gasolina

Pela quarta semana seguida, o Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central (BC) aumentou a estimativa para a inflação este ano. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, subiu de 3,46% para 3,52% nesta segunda-feira (2).

Apesar de ainda conservar uma boa margem em relação ao centro da meta de inflação, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), que é 4,25% em 2019, é possível perceber que o mercado financeiro vem refazendo suas contas em relação à inflação tanto por conta do aumento da pressão do dólar, nas últimas semanas, como pelo aumento do preço da carne.

O O IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), também foi anunciado hoje. O índice foi calculado acima do teto das projeções, com alta de 0,49%. A composição das carnes bovinas também subiu (8%), já que há forte pressão da compra do produto pela China – o que tem produzido, no Brasil, um desequilíbrio em relação a seus preços.

Além disso, a alta do dólar também já repercutiu no aumento da gasolina – que também já aparece na composição do IPC-S – e pode entrar em outros produtos, principalmente agora que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, resolveu impor tarifas ao Brasil, prejudicando as exportações e trazendo maior pressão sobre o câmbio.