Denise: Previdência traz credibilidade e dólar deve permanecer baixo

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2019 10h29
Luis Macêdo/Câmara dos DeputadosBolsa de Valores também deve continuar obtendo bons resultados

Depois de alcançar, pela primeira vez em dois meses, um patamar abaixo dos R$ 4, a cotação do dólar deve permanecer em um patamar mais baixo. Isso porque, com o fim da tramitação da reforma da Previdência, o país recupera um ambiente de maior credibilidade.

Somado à isso, está a expectativa positiva da entrada de capital externo com o leilão da cessão onerosa, além de um grande programa de concessões e privatizações em curo, fatores que também criam um clima propício para o país recuperar investimentos financeiros.

Ainda no âmbito brasileiro, o cenário também é favorável para a Bolsa de Valores, que após bater recordes com a nova Previdência deve permanecer em dias bons, umas vez que a Petrobras registrou lucro de R$ 9,10 bilhões no terceiro trimestre do ano – 37% a mais do que no mesmo período do ano passado -, superando as expectativas e obtendo, também, queda do endividamento e aumento da produção, e a Vale, que vinha em prejuízo de R$ 384 milhões no segundo trimestre e registrou lucro de R$ 6,5 bilhões no terceiro.