Joseval Peixoto: O homem sonha monumentos e só ruínas semeia

  • Por Jovem Pan
  • 05/09/2018 10h59
Marcelo Sayão/EFEVale realçar algumas peças raríssimas que se perderam entre os milhares de objetos que viraram cinzas

Sobre a trágica destruição do Museu Nacional, no Rio de Janeiro. Vale realçar algumas peças raríssimas que se perderam entre os milhares de objetos que viraram cinzas. Sarcófagos, afrescos, esqueleto de Luiza, dinossauro de 13 metros, múmia de quatro mil anos. São oito incêndios em instituições artísticas.

Confira o comentário completo de Joseval Peixoto: