Josias de Souza: Senado conseguiu complicar o que parecia simples

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2019 07h52
Pedro França/Agência SenadoDavi Alcolumbre ressaltou que, por força do regimento interno, terá que esperar cinco sessões antes de iniciar o segundo turno

O presidente do Senado Federal admite que votação final da reforma da Previdência pode atrasar. Davi Alcolumbre ressaltou que, por força do regimento interno, terá que esperar cinco sessões antes de iniciar o segundo turno. Provavelmente, depois do dia 15 de outubro.

“A fatura está liquidada, mas mal liquidada. O Senado conseguiu complicar o que parecia simples. Ele recebeu da Câmara uma reforma previdenciária que proporcionava uma economia de R$ 933 bilhões em uma década. Esperava-se que os senadores assegurassem a manutenção desse valor e corrigissem um erro cometido pelos deputados – que deixaram de fora os servidores de Estados e municípios.”

“Os que fizeram os senadores até aqui? Sumiram com R$ 133 bilhões e transformaram uma emenda paralela, que deveria tratar apenas de Estados e municípios, em um caldeirão que inclui encrencas que já tinham sido superadas. Com isso, eles colocam em risco o saneamento de déficit que vai explodir, nos Estados e municípios, os cofres do tesouro nacional”, completa Josias.