Narloch: Em uma democracia, é saudável que só eleitos possam afastar eleitos

Justiça Federal deixou para a próxima semana o julgamento do pedido de afastamento de Salles

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2020 08h02 - Atualizado em 28/10/2020 10h15
Pablo Valadares/Câmara dos DeputadosMP alega que o ministro do Meio Ambiente promoveu uma desestruturação das ações de proteção ambiental

A Justiça Federal deixou para próxima terça-feira (3) o julgamento do pedido de afastamento de Ricardo Salles. O Ministério Público alega que o ministro do Meio Ambiente promoveu uma desestruturação das ações de proteção ambiental. “Em uma democracia é saudável que só eleitos possam afastar eleitos. Na Ditadura Militar nós tínhamos governadores biônicos, que eram homens nomeados governadores ou prefeitos sem terem sido validados pelo voto popular.”

“Quando a gente vê essa judicialização, juízes decidindo se um ministro pode continuar ou não, me lembro muito desses governadores biônicos. Quem pode colocar alguém em um cargo ou retirá-lo é o povo ou seus representantes. É melhor que a democracia seja assim, se não a gente acaba com um objetivo mais específico. A gente acaba sacrificando um bem coletivo maior, que é a saúde da democracia brasileira”, comentou.