Jogo está confuso, mas Temer, com certeza, não será candidato

  • Por Jovem Pan
  • 19/03/2018 10h22
EFE/Joédson AlvesSe essa candidatura aparecer, no dia 15 de agosto vai ser retirada

Para Michel Temer, que chega ao final de mandato, deve ser triste. Ele não teve presença expressiva em São Paulo. Acabou caindo no colo dele a Presidência da República. Mas no episódio da intervenção no Rio de Janeiro ele não soube realizá-la como deveria. Ele quis enfiar as Forças Armadas oportunisticamente na história. A intervenção caminha para grande e rotundo fracasso. Como ele é fraco, e em final de mandato, sem apoio, ele quer as luzes. Ele quer ocupar espaço e planta a ideia de que vai ser candidato. Não vai ser nada. Imagine ele participando de debate eleitoral. Ele não tem condições. Isso é para enganar trouxa. Se essa candidatura aparecer, no dia 15 de agosto vai ser retirada. Jogo está tão confuso que não temos ideia sequer de quem serão os candidatos na urna eletrônica. Michel Temer, com certeza, não estará.

Confira o comentário completo de Marco Antonio Villa: