Marco Antonio Villa: CPI da Lava Toga morre antes de nascer

  • Por Jovem Pan
  • 11/04/2019 10h46
Rosinei Coutinho/STFA CPI queria investigar decisões de cortes superiores de Brasília, mas não era uma interferência

A CPI da Lava Toga morreu antes de nascer. Em reunião da CCJ no Senado, a CPI foi enterrada. A derrota mostra que a maioria do Senado não quer tocar no vespeiro. O argumento é de que o regimento do Senado impede isso, mas não é verdade. A sessão era conhecido o resultado pelos recentes pronunciamentos. A decisão é ruim. A CPI queria investigar decisões de cortes superiores de Brasília, mas não era uma interferência.

Confira o comentário completo de Marco Antonio Villa: