Marco Antonio Villa: Ministro da Educação comete vários crimes e é caso de demissão imediata

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2019 10h21
Mateus Bonomi/Estadão ConteúdoRicardo Vélez Rodríguez fez propaganda político-partidária. Existem leis no Brasil e isso não pode

Tem certas questões que eu evito comentar, mas o tripé negativo do Governo não deixa. O caso que cito agora é dos ministros cruzadistas. Eles são extremistas e patéticos. Eles só criam polêmicas. Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Damares Alves (Família e Direitos Humanos) e Ricardo Vélez Rodríguez (Educação). Este último enviou e-mail a escolas citando o slogan da campanha eleitoral “Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”. E isso não pode. É ilegal. Ricardo Vélez Rodríguez fez propaganda político-partidária. Existem leis no Brasil e isso não pode. Ele comete vários crimes.

Confira o comentário completo de Marco Antonio Villa: