Marco Antonio Villa: Saída de médicos cubanos é rompimento de elo do Brasil com ditadura castrista

  • Por Jovem Pan
  • 21/11/2018 10h17
PixabayAcabar com este acordo é não ajudar a ditadura castrista e romper esse elo

O grande assunto parece a questão do Mais Médicos. É um programa importante, porque ajuda na saúde dos mais pobres, mas vamos lembrar quando ele foi criado. A ideia do programa aparece na primeira presidência de Dilma Rousseff e proposto por Cuba. O país ficava com 75% dos recursos destinados aos médicos cubanos, deixando os profissionais no Brasil com maiores restrições. Acabar com este acordo é não ajudar a ditadura castrista e romper esse elo. Cabe agora a entidades médicas nacionais o trabalho para preenchimento destas vagas deixadas pelos cubanos.

Confira o comentário completo de Marco Antonio Villa: