Villa: Congresso agiu rápido porque se trata de uma urgência

  • Por Jovem Pan
  • 05/02/2020 08h00
EFEO texto aprovado na Câmara segue agora para o Senado, onde deve ser votado ainda hoje em regime de urgência

A Câmara aprovou nesta terça-feira o projeto com as ações para enfrentar o coronavírus. O texto segue para o Senado, onde deve ser votado ainda hoje em regime de urgência.

“Essa é uma questão importante, lembrar para aqueles que não entendem o funcionamento entre os poderes. ‘Nossa, como esse PL foi aprovado rápido. Por que o Congresso não funciona sempre assim?’. Porque são situações distintas. Aí é o caso de uma emergência, uma epidemia. É diferente de um Projeto de Lei normal, de uma Medida Provisória e de uma PEC. Cada um desses exige um quórum diferente de votação.

É muito comum, em um debate de baixo nível, fazer uma associação assim. Uma demonização do Judiciário, um Legislativo péssimo e o paraíso é o Palácio do Planalto. Isso é uma falácia. Os Três Poderes tem problemas. Essa demonização do Legislativo é, no fundo, um desejo de querer impor novamente uma ditadura. Quem apostar nisso vai perder.”