Constantino: Apoio às manifestações nos faz questionar ‘ciência’

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2020 07h51
SAULO ANGELO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO Brasil é o terceiro país no mundo com mais mortos nessa pandemia

O Brasil passa a Itália e já tem 34.021 mortes por covid-19. Dessa forma, o país é o terceiro no mundo com mais mortos nessa pandemia — atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido.

“Primeiro a reação, óbvio, é lamentar todas as perdas e o sofrimento dos parentes e amigos. Em segundo lugar lembrar que o vírus chinês causou poucas mortes na própria China, o que é de causar estranheza. E a Rússia também é muito opaca em relação a isso.

Outra coisa é sempre importante lembrar que o número que realmente importa para uma análise correta é o relativo a população, e não número absoluto, porque o Brasil tem mais de 200 milhões de habitantes.

Outro coisa importante para destacar são as diferenças regionais. São Paulo tem mais de 9 mil mortos, quase 1/3 do total, enquanto Minas Gerais ou os estados do Sul tem poucos óbitos. Entender o motivo disso.

Outra é que o STF decidiu que a gestão da crise cabe aos estados e municípios. Ou seja, é obvio que os governadores e prefeitos estão obtendo resultados calamitosos na gestão do combate ao coronavírus. O prefeito de São Paulo fechou um rodizio mais rigoroso ainda de carros, aglomerou mais gente há poucas semanas atrás. Isso pode ter a ver com o aumento também.

E vemos muita gente apoiando manifestações, aglomerações nas ruas — o que faz a gente questionar a tal ciência.”