Constantino: Ataque a Porta dos Fundos é atentado terrorista em nome de suposta fé religiosa

  • Por Jovem Pan
  • 02/01/2020 11h06
ReproduçãoReprodução

Eduardo Fauzi, acusado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro de participar do ataque à sede da produtora Porta dos Fundos, em 24 de dezembro, publicou, nesta quarta-feira (1º), um vídeo no YouTube em que chama os humoristas do grupo de “criminosos, marginais e bandidos”. Ele é considerado foragido.

“O fanatismo leva a esse tipo de coisa. Ele acusa os humoristas do Porta dos Fundos de serem marginais e bandidos, sendo que quem cometeu o ato criminoso, quem é bandido nessa história, é quem jogou bomba em uma produtora de vídeo. Você tem todo direito de achar o humor praticado pelos humoristas do Porta dos Fundos tosco, ofensivo, ridículo, patético, infantil. O que quiser. O que não dá o direito de partir para violência, para agressão, para destruição de patrimônio público.

Uma vida correu perigo nesse atentado, como mostram as imagens internas. Ou seja: é um atentado praticamente terrorista perpetuado em nome de uma suposta fé religiosa onde inverte a causalidade das coisas. Quem passa a se tornar algóis é quem se acha a vitima. É inaceitável”, avaliou Constantino.