Constantino: Atropelar soberania nacional é mais perigoso que o aquecimento global

  • Por Jovem Pan
  • 16/12/2019 07h45
A regulamentação do mercado de carbono ficou para 2020 e os países assinaram um documento em que se comprometem a evitar o aquecimento global

Após impasses, COP-25 chega ao fim com resultados abaixo do esperado. A regulamentação do mercado de carbono ficou para 2020 e os países assinaram um documento em que se comprometem a evitar o aquecimento global.

“Uma decepção para muitos que apostam nesse caminho, mas nada surpreendente para quem sabe do que se trata esses encontros. Normalmente é para jogar para a plateia, para fazer discursos de combate ao aquecimento global com muita histeria.”

“Na hora de tomar decisões específicas, cada país olha para o seu próprio interesse, protege seu setor produtivo – e eu não acho nem que esteja muito equivocado isso porque há muitas histeria no que diz respeito ao aquecimento global. Muitos pregam como solução uma espécie de governo mundial para atropelar essa soberania nacional e isso é mais perigoso em si do que o próprio aquecimento global.”