Constantino: Brasil ainda é refém do ‘centrão’ que domina o congresso

  • Por Jovem Pan
  • 05/03/2020 07h46
Alan Santos/PRCom projetos que dão aos parlamentares a palavra final sobre mais de R$ 19 bilhões, o planalto obteve apoio em massa na Câmara

Após acordo com Jair Bolsonaro, Congresso mantém veto ao orçamento impositivo. Com projetos que dão aos parlamentares a palavra final sobre mais de R$ 19 bilhões, o planalto obteve apoio em massa na Câmara — dispensando apreciação no Senado

“A discussão agora é semântica: se há acordo ou entendimento. Parece que o governo realmente teve que ceder e fazer acordo com lideranças da Câmara. Partidos como o Novo, que apoiam a pauta reformista do governo, sequer foram consultados.

As lideranças acabaram fechando esse acordo porque detêm muito poder no país ainda e colocaram a faca no pescoço para controlar algo como R$ 17 bilhões concentrados na mão da relatoria.

Pelo menos o veto do presidente não foi derrubado, essa é uma boa noticia. Mas mostra como o Brasil ainda é, de muita forma, refém do centrão fisiológico que domina o Congresso.”